Arquivo da tag: diabetes melitus

tratamentos_IMAGEMDESTACADA_01

Tratamentos

Embora não exista cura comprovada para o diabetes, é possível levar uma vida normal e manter os sintomas sob controle adotando medidas simples.

Os pacientes de diabetes 1 e 2 devem seguir hábitos saudáveis, tais como uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos.

A atividade física regular é muito importante para manter a taxa de açúcar no sangue controlada e evitar o ganho de peso. Porém, é preciso tomar cuidado, em especial, entre os pacientes de diabetes tipo 1. Isso porque pessoas deste grupo podem apresentar níveis de glicemia muito baixos (hipoglicemia), condição na qual devem evitar exercícios muito intensos. O mesmo vale para quando o nível de glicemia está muito elevado.

O ideal, portanto, é combinar com o médico a frequência e as condições ideais para a prática de esportes, privilegiando sempre exercícios mais leves.

A alimentação deve ser balanceada e saudável, a fim de promover o equilíbrio do metabolismo. Os carboidratos simples (açúcares) podem ser utilizados com muito cuidado. Já os carboidratos complexos (massas e pães, de preferência integrais) devem compor as refeições ao lado de proteínas (carnes pouco gordurosas) e muitas fibras (frutas, legumes e verduras).

Frituras e bebidas alcóolicas não são recomendadas, em particular, entre os pacientes obesos.

Além dos cuidados citados acima, há ainda a necessidade de medicação e/ou reposição de insulina. Todos os pacientes de diabetes tipo 1 (mas nem todos de diabetes tipo 2) necessitam de doses diárias deste hormônio.

Existem diversos tipos de insulina, assim como diferentes maneiras de aplicação no corpo. O médico irá orientar o paciente como escolher o tipo mais adequado.

É fundamental acompanhar de perto o nível de glicose na corrente sanguínea. Para isso são utilizados aparelhos de fácil manuseio, conhecidos como glicosímetros. A ajuda do especialista é crucial para orientar o paciente na montagem de um cronograma de testes a fim de manter as taxas sob controle.

Já para os portadores de diabetes tipo 2 existem várias classes de medicamentos. É fundamental definir o melhor tratamento ao lado de um médico, pois os medicamentos possuem diferentes modos de ação no  organismo, assim como, podem causar diferentes efeitos colaterais.